19 de março de 2011

Enteado mata padrasto

O pescador Almir Rogério Santana da Silva, 28 anos, matou o padrasto Antônio Mandu da Silva, 43, com uma facada no abdômem, próximo a sua residência, no Conjunto Nossa Senhora da Conceição, em Canguaretama na noite de sexta-feira. Segundo relatos da Polícia, os dois estavam bebendo e se desentenderam. Depois do crime, Almir fugiu. Foi encontrado pela Polícia neste sábado às 2h. O rapaz confessou o crime e aceitou ser encaminhado para a delegacia.

Segundo a Polícia, Almir alegou que o padrasto agredia sua mãe e que vinha guardando esta revolta há muito tempo. Ele foi autuado em flagrante e deverá ser encaminhado para o presídio de Nova Cruz, onde aguardará decisão da Justiça. Denúncias anônimas levaram a Polícia até o acusado. A faca usada no crime foi encontrada no local.

Ainda nesta sexta-feira, a tia do rapaz esteve na delegacia de Canguaretama. Chocada com o crime, afirmou que o padrasto criava o jovem desde criança. “Solicitei que a mãe do jovem viesse até a delegacia para dar esclarecimentos e ela não veio. Acredito que esteja em choque”, afirmou o agente de Polícia Civil Albuquerque, da Delegacia de Canguaretama.

Segundo ele, crimes cometidos com este tipo de arma (facas e foices) é comum na região. No entanto, crimes envolvendo enteados e padrastos, filhos e pais não são comuns no município. “Estou na Delegacia há seis anos e nunca tinha visto algo parecido aqui”.
(TN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Créditos: Tiago Dantas