27 de abril de 2016

Dupla em moto atira contra residência nesta noite de terça em Caicó



A polícia militar foi acionada por populares por volta das 22:30 desta noite de terça, relatando que dois indivíduos, um deles encapuzado e armado, estavam em uma moto tipo Traxx de cor preta, sem placa e com farol apagado, realizando disparos de arma de fogo na rua Dr. Aladim no bairro Boa Passagem em Caicó.

Segundo informações um dos tiros ainda pegou em uma residência, os indivíduos conseguiram fugir antes da chegada da polícia, que realizou diligências a procura dos meliantes.


Fonte: F.Silva

Golpe é tentar propor eleição antecipada, diz Temer

Proposta ganhou força no PT e dentro do governo

 Para Temer, golpe é tentar propor eleição antecipada | Foto: Wilson Dias / ABr /

Para Temer, golpe é tentar propor eleição antecipada | Foto: Wilson Dias / ABr /
O vice-presidente Michel Temer criticou nesta terça-feira, a proposta de antecipação das eleições presidenciais, que ganha força no PT e no governo. Em reunião com sindicalistas, Temer chamou a iniciativa de "golpe", recorrendo ao termo usado pela presidente Dilma Rousseff contra o processo de impeachment, e afirmou que, "por razões do destino", pode ser o responsável por "fazer a moderação" entre forças políticas divergentes no País.
"Se essa iniciativa (de antecipar eleições) fosse tomada nos Estados Unidos, as pessoas ficariam coradas porque não há uma linha na Constituição sobre isso", disse Temer, de acordo com relato de dirigentes de quatro centrais sindicais que foram ao Palácio do Jaburu.
Na conversa, o vice afirmou que o impeachment está previsto na Constituição, mas considerou "casuísmo" tentar antecipar as eleições. Dilma já admite, nos bastidores, a possibilidade de enviar ao Congresso uma proposta de emenda constitucional (PEC) para encurtar em dois anos o mandato que se encerra em 2018.
A ideia conta com o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tratou nesta terça do assunto com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e com senadores do PT. À noite, Renan se reuniu com Dilma, no Palácio do Planalto, e nesta quarta vai conversar com Temer. "Conversar não arranca pedaço", afirmou Renan. "Vou trabalhar para construir convergências com todos os atores dessa crise política."
O presidente do Senado disse que Lula está preocupado com os "desdobramentos" do impeachment. "Ele falou que acredita muito no Brasil, que o Brasil é maior do que as suas crises, e que quer colaborar com saídas."
Ministros do PT e a maioria dos dirigentes da sigla também consideram que Dilma precisa empunhar logo essa bandeira para "emparedar" Temer. A ideia é que antes da primeira votação no plenário do Senado, no dia 11, Dilma apresente a proposta de novas eleições em outubro, quando haverá votação para prefeitos. Já há uma PEC sobre esse tema no Senado, mas auxiliares da presidente avaliam que o gesto de propor o encurtamento do mandato deve ser feito por ela mesma, como gesto de pacificação.
Sem volta
Dilma já foi avisada por petistas que o Senado vai autorizar o impeachment. Em jantar no Palácio da Alvorada, na segunda-feira, o próprio Lula disse à presidente que ela precisa se preparar para o afastamento de até 180 dias. Embora nesse cenário a chance de Dilma retornar ao Planalto seja remota, a cúpula do PT e os movimentos sociais avaliam que a pressão sobre Temer, aliada à cobrança por novas eleições,pode ajudar o partido a construir uma narrativa menos traumática.
A estratégia incomoda Temer. "Ele disse que qualquer solução diferente do que está previsto na Constituição é golpe", disse o presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Fernandes dos Santos Neto. O vice afirmou que chamará todos os partidos para conversar, incluindo PT, para acalmar os ânimos pós-impeachment. "Talvez seja este o papel que a vida me reservou", disse Temer.

Açude Itans perde mais 10 centímetros em sua lâmina

itansComo todos os açudes da região, o Itans começou a perder parte da água que tomou com as últimas chuvas que caíram. A informação foi confirmada ao Programa #GláuciaSuerdaeVocê pelo diretor do DNOCS de Caicó, Eduardo Farias. O volume atual é  de 5 milhões e 400 mil metros cúbicos. Isso representa 6,6% da sua capacidade.
Na leitura de 07 de abril o reservatório estava na cota de 18 metros e 70 centímetros e, nesta terça-feira, 26, constatamos que ele perdeu dez centímetros, atingido, assim, a cota 18 metros e 60 centímetros.
-Fonte: Gláucia LIma


Tempo no momento em 
Quarta-feira, 27/04/2016

Jardim de Piranhas - RN

27°
Poucas Nuvens
  • Sensação:
  • Umidade:
  • Pressão:
  • Vento:
Atualizado às 07:50

Lula e Renan se encontram

lula e renan_phixr.jpg
Lula demonstra preocupação com momento político, diz Renan
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) estar preocupado com o desdobramento do processo político em curso no país. Os dois se encontraram por cerca de 1h30 na tarde desta terça-feira (26), na residência oficial do Senado.

O peemedebista não contou detalhes do encontro e se limitou a dizer que Lula falou de sua experiência como presidente do país e defendeu valores democráticos. "Ele disse que acredita muito no Brasil, que o Brasil é maior do que as suas crises, e que ele quer colaborar com saídas".

Em resposta, Renan afirmou que reforçou o papel histórico do Senado e o seu esforço pessoal para ampliar a previsibilidade política e constitucional para que a Casa julgue a presidente Dilma Rousseff.

Homem que matou o sobrinho em Caicó será julgado hoje (27); crime ocorreu no carnaval de 2013

boscoO Tribunal do Júri “Siloé de Oliveira Capuxú”, no Fórum Amaro Cavalcante, volta a se reunir nesta quarta-feira (27), em Caicó. Será julgado em sessão a partir das 9h o caicoense João Bosco da Nóbrega Costa (foto). Ele é acusado de ter assassinado seu sobrinho Thallys da Nóbrega Bezerra, com uma cutilada de punhal.
O crime aconteceu durante o carnaval de Caicó, no dia 10 de fevereiro de 2013, por volta das 22h30, na residência de familiares dos envolvidos localizado à  rua Celso Dantas, no Centro. O réu foi denunciado por homicídio triplamente qualificado: motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

HOMICIDIO SEGUIDO DE SUICIDIO NA CIDADE DE CRUZETA. HOMEM MATA A ESPOSA A FACADAS E DEPOIS SE ENFORCA. CASAL TÃO JOVEM.


Foto de FsilvaRadialista Caicó.A cidade de Cruzeta, localizada na região Seridó do Rio Grande do Norte, nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (27), teve o registro de um homicídio seguido de suicídio. Um homem matou a companheira com golpes de faca e em seguida, deu fim a sua vida.
A Polícia Militar foi acionada e também a Polícia Civil. O ITEP faz a remoção dos corpos para serem necropsiados para sepultamento.

No Conselho de Ética, Baiano confirma pagamentos a Cunha

Lobista também explicou de que maneira recebeu a ajuda de Cunha para cobrar uma dívida de R$ 10 milhões do lobista Júlio CamargoRicardo Botelho/17.04.2016/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo
O lobista Fernando Soares, conhecido como Baiano, confirmou pagamentos ao então deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), nesta terça-feira (26) durante depoimento ao Conselho de Ética da Câmara. O lobista também explicou de que maneira recebeu a ajuda do presidente da Casa para cobrar uma dívida de R$ 10 milhões do lobista Júlio Camargo em troca de doações eleitorais, a partir de 2010.
No acordo, inicialmente de 20% e que subiu para 50%, Cunha pressionaria Júlio por meio da comissão de fiscalização sobre contratos de empresas que Júlio representava junto à Petrobras.
Segundo Baiano, o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, teria informado que Júlio estava preocupado com a ameaça. Ele então propôs um acordo para pagar a dívida. A parte de Cunha seria de R$ 4 milhões e foi entregue em espécie por Baiano no escritório dele no Rio de Janeiro.
Questionado pelo advogado de Cunha, Marcelo Nobre, o lobista disse que nunca fez pagamentos ao peemedebista no exterior. Ele disse ainda que não entregou dinheiro diretamente ao deputado, e sim a pessoas ligadas a ele, como um funcionário chamado Altair.
Nobre reclamou que as perguntas dos membros do Conselho não têm nada a ver com o "objeto da causa", que é ligado ao fato de Cunha ter mentido ou não sobre possuir contas no exterior durante a CPI da Petrobras. "Não tem como existir imputação neste momento de algo que foi suprimido", declarou o advogado de defesa. Baiano disse que só soube de transferência internacionais de Júlio Camargo e do doleiro Alberto Youssef ao presidente da Câmara através da imprensa, mas que não fez repasses para Cunha em 2013 e 2014.
O lobista disse que conheceu Cunha durante um café da manhã em um hotel, em 2009, através de um conhecido. O peemedebista teria pedido a Baiano, em 2010, para verificar com as empresas que ele trabalhava se poderiam fazer doações para a sua campanha. Como as empresas representadas por Baiano disseram que não poderiam contribuir, o lobista teria proposto a Cunha que o ajudasse a cobrar a dívida de Camargo.
Baiano contou que possuía uma boa relação com Cunha e que eles nunca usaram o termo "propina" nas negociações, mas reconheceu que as quantias eram ilegais. "O deputado Eduardo Cunha sempre foi muito cordial comigo, sempre foi muita educado, não teve nenhuma reação abrupta, ameaça, nada disso", contou. Ele confirmou que esteve na casa do deputado cerca de 20 vezes, geralmente aos finais de semana quando estava no Rio de Janeiro, e que também esteve no escritório de Cunha, em reuniões a sós.

Ator Umberto Magnani, de 'Velho Chico', tem AVC e entra em coma

Umberto Magnani (Foto: Globo / Caiua Franco                              )

Segundo informações da filha do ator, o intérprete do padre Romão da novela das nove passou por um cirurgia de seis horas.


O ator Umberto Magnani, de 75 anos, passou mal na segunda-feira, 25, antes de gravar suas cenas em "Velho Chico". Para o G1, a Comunicação da Globo explicou que oator recebeu os primeiros socorros no local e foi levado para o hospital. A emissora informou ainda que um novo padre, interpretado por Carlos Vereza, vai entrar na novela (leia mais abaixo).
Segundo informações da filha do ator, Ana Júlia, Umberto sofreu  um AVC (acidente vascular cerebral) e, na manhã desta terça-feira, 26, seguia internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ana Júlia disse ao EGO que o pai entrou em coma.
"Ele passou mal e teve uma parada cardíaca. Passou por uma cirurgia de seis horas e o médico deu 48 horas para ele acordar", explicou. Ana Julia contou ainda que seu irmão, Beto Magnani, está acompanhando o pai no hospital. "Agora é só orar. A gente se apega a Deus, mas é muito difícil ele sair e não ter sequelas", falou emocionada.
O Hospital Vitória informou nesta terça-feira que não vai divulgar nenhum boletim médico com o estado de saúde de Umberto.
Novo padre
Como o ator segue em recuperação no hospital, um novo padre, interpretado por Carlos Vereza, assumirá a paróquia de Grotas do São Francisco. Na trama, de acordo com a Globo, padre Romão será pego de surpresa por um comunicado urgente informando que ele passará a ser padre emérito. Padre Romão, então, ingressará no seminário de São Francisco das Chagas no papel de conselheiro.
Entre as novelas de Umberto Magnani na Globo estão "Laços de Família", "Mulheres Apaixonadas" e "Páginas da Vida".

Açude Coremas está com menos de 10% da sua capacidade

Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA), O açude de Coremas, responsável por perenizar o rio Piranhas, tem um volume acumulado de 54.595.076 m³. Esse valor equivale a9,2% do sua capacidade total de armazenamento.
Fonte: Robson Pires

ROTINA: Agência dos correios de Itaú foi assaltada mais uma vez


A agência dos Correios da cidade de Itaú foi assaltada na tarde de hoje por um só elemento. Essa foi a sexta vez depois da agência servir a população como correspondente bancário. 


Por volta das 14:30 horas, um só elemento entrou na agência dos correios se passando por cliente, e já no interior do prédio sacou de um revolver e anunciou o assalto. Segundo informações de pessoas que estavam na agência, o elemento estava muito nervoso, mas mesmo assim mandou que um dos funcionários arrancasse o HD das câmeras, depois pegou o dinheiro do cofre e foi embora levando uma motocicleta Honda fan de cor preta de um cliente, informando que a abandonaria logo em seguida. 

SILENCIOSO

Ao contrário do que está sendo anunciado em alguns espaços jornalísticos, o assalto foi totalmente silencioso. A população só ficou sabendo depois que os policiais chegaram e cercaram a agência, imaginando que o elemento ainda estivesse no local. "As informações foram repassadas para a polícia totalmente distorcida, por isso cercamos a agência" disse um policial Militar. 


Várias diligências foram feitas pelos policiais das cidades vizinhas, e uma das guarnições localizou a motocicleta na qual o elemento empreendeu fuga, ela estava abandonada a margem da BR 405, sentido Apodi.
Fonte: umarizalnews.com.br/

Dilma já admite defender nova eleição

A presidente Dilma Rousseff admite, nos bastidores, a possibilidade de defender a proposta de convocação de eleições presidenciais em outubro para encurtar seu mandato, mas o governo ainda avalia o melhor momento de assumir a estratégia. Ministros próximos a Dilma afirmam que isso já é “fato consumado” porque a presidente não terá governabilidade com o País dividido, mesmo se não sofrer impeachment no julgamento final do Senado.

A ideia conta com o apoio da maioria do PT e até do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que há anos trava disputa com o vice-presidente Michel Temer sobre os rumos do PMDB. Até recentemente, Dilma resistia a aceitar a abreviação do seu mandato, mas, de acordo com auxiliares, começou a perceber que precisa fazer um gesto de “pacificação” nacional. Ela descarta a renúncia, mas acha que a proposta de novas eleições diretas também pode ser uma contraofensiva ao que chama de “golpe”.
Fonte: http://www.conversaafiada.com.br/

Para filha de vice, impedimento não seria positivo para democracia

Em meio ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, a filha do vice-presidente Michel Temer, Luciana Temer, vem se demonstrando receosa quanto ao processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff, já que "não seria algo positivo à estabilidade democrática do país".

"O impeachment não é algo bom em lugar nenhum. Não se pode comemorar, já que 24 anos é um tempo muito curto de sustentação democrática para você ter dois impedimentos", disse.

A afirmação foi feita a alunos do curso de direito da PUC, em São Paulo, onde Luciana Temer leciona direito constitucional há cerca de 20 anos. Ela, contudo, refutou a tese de golpe, que vem sendo defendida pelo PT e parte do governo.

Dilma diz que impeachment servirá para diminuir verba de programas sociais


A presidenta Dilma Rousseff fez um alerta, nesta terça-feira (26), sobre o risco em relação a continuidade dos programas sociais caso o processo que tenta impedir o seu mandato avance no Congresso. A afirmação foi feita em Salvador, durante a entrega simultânea de 5.293 moradias do programa Minha Casa Minha Vida.

Em seu discurso, Dilma afirmou que a expressão “revistar programas sociais”, que vem sendo usada pelos que pretendem assumir seu mandato após o impeachment, é um eufemismo para não dizer que cortarão verba de programas sociais que beneficiam a população, como o Minha Casa Minha Vida e o Bolsa Família.

“Querem chegar, sentar na minha cadeira mas sem voto. Esse é que o problema. Isso é muito confortável. Você não tem que prestar conta para o povo brasileiro, você não tem o que explicar o que eles vão fazer com os programas sociais. O programa deles começa com uma coisa muito grave. Eles falam assim: nós vamos revisitar os programa sociais. O que é revisitar os programas sociais? Revisitar programas é diminuir a quantidade de dinheiro que o governo federal investe para diminuir a prestação da casa própria que vocês pagam hoje. Isso se chama revisitar programas sociais”.

Aos gritos de de ‘não vai ter golpe’ e ‘fica, querida’, a presidenta disse que o processo de impeachment também representa o impeachment dos programas sociais estabelecidos nos últimos 13 anos no Brasil.

“Juntos conseguiremos impedir, paralisar, não deixar caminhar esse golpe. Golpe contra a democracia do nosso País. É um golpe também contra tudo que construímos nesse 13 anos. É um golpe contra o Bolsa Família, contra o Minha Casa Minha Vida, […] contra o Pronatec, contra o Orçamento que tem parte importante destinada à população do Pais. Nós sempre seremos vencedores porque a democracia sempre será o lado certo”, disse.

Dilma também reiterou que está sendo vítima de uma grande injustiça, já que está ser julgada por medidas que tomou para melhorar a vida do povo brasileiro.

“Eles falam que o impeachment é previsto na Constituição. É previsto, só que tem que eles não completam o resto da frase. Qual é o resto da frase? É permitido o impeachment quando há crime de responsabilidade. Acontece que eu não cometi nenhum crime de responsabilidade. Por que eu digo isso? Digo isso porque insistem em dizer que não é golpe. Ficam incomodados porque não é golpe. E não há crime. Eu nunca recebi dinheiro de propina, eu não tenho contas no exterior. Eu não sua acusada de corrupção. […]E o mais importante: o pior é que quem me julga é corrupto. Essa pessoa que é o presidente da Câmara (deputado Eduardo Cunha) é uma pessoa que todo mundo sabe tem conta no exterior, que é acusado pela Procuradoria-Geral da República”.

A presidenta enfatizou ainda que as chamadas pedaladas fiscais não configuram crime de responsabilidade e são praticadas desde 1994. “Aí em 2015 virou crime. E isso significa o que? Dois pesos e duas medidas, significa injustiça”, criticou. Além de agradecer as manifestações de solidariedade e apoio da população, Dilma citou nominalmente cada um dos 24 deputados baianos que votaram contra a abertura do processo de impeachment na Câmara dos Deputados.

“Fico muito feliz e agradeço toda a solidariedade, mostrando que vocês não se conformam contra esse processo, que vão lutar contra esse processo. Ninguém pode se conformar com isso”.

Petistas questionam se STF vai permitir posse de investigados no governo Temer

Embate entre Dilmistas e Michelzistas…
Se o STF não permitiu a posse do ex-presidente Lula na Casa Civil, pelo fato dele ser investigado…
Vai permitir a posse de alguns cogitados por Michel Temer, que seguem investigados tanto quanto Lula?
Créditos: Tiago Dantas